quinta-feira, 28 de julho de 2016

Opinião I "A Bela e o Monstro" da escritora Jeanne-Marie Leprince de Beaumont

A Bela e o Monstro
 Aurélie de Sousa
Editora: Porto Editora
Edição de 2014
N.º páginas: 64 páginas
ISBN: 9780727176
Sinopse:
"Quem feio ama bonito lhe parece" poderia ser o título desta história de amores, medos e maravilhosas transformações, à qual é impossível ficar indiferente.
No início, Bela vê o Monstro apenas como uma criatura disforme, difícil e teimosa. Mas, com o decorrer do tempo, ambos irão descobrir que, por vezes, as aparências iludem…
Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para os 5.° e 6.° anos de escolaridade»retirado daqui

A escritora - Jeanne-Marie Leprince de Beaumont- (1711-1780)

"Jeanne-Marie Leprince de Beaumont nasceu em Rouen, em 1711. Em 1746, parte para Inglaterra, onde se instala como governanta. Aí publica tratados de educação para uso de crianças, adolescentes e senhoras.
Mais tarde, em 1748, escreve o seu primeiro romance, O Triunfo da Verdade, que ela própria dará a ler ao rei da Polónia, então retirado em Lunèville.
De regresso a França, entrega-se à jardinagem e ao cultivo das suas terras, bem como à composição de mais alguns trataos de história, gramática e teologia.
Entre as obras que publicou, contam-se Cida, Rei de Burgo, Anedotas do Século XIV, Cartas Curiosas, A Nova Clarisse e Novos Contos Morais. Deve, contudo, a celebridade à versão de um belíssimo e conhecido conto de fadas tradicional, a que daria o título A Bela e o Monstro e que publicou em Le Magasin des Enfants (1757). Esta obra, traduzida para diverso idiomas é hoje considerado um dos livros precursores da moderna literatura para crianças."retirado do livro

Minha opinião:

Um conto de fantasia lindo e que me surpreendeu pela positiva, isto porque nada tem a ver com o filme da Disney. Apesar de gostar muito da adaptação cinematográfica e ser um dos filmes que mais gosto de ver, adorei o livro. Tem um encanto muito próprio, uma beleza de escrita extraordinária.
Fico sempre surpreendida com os livros adaptados ao cinema, neste caso não foi diferente. Escrito em 1757 é um livro de uma simplicidade maravilhosa e de um encantamento delicioso.
Uma excelente escolha para Leitura recomedada para o 5.º e 6.º anos do Plano Nacional de Leitura.
Recomendo vivamente a sua leitura.

Classificação de 5 ***** no Goodreads
Boas leituras!

terça-feira, 26 de julho de 2016

Divulgação Chiado Editora I do livro Reunião de Heróis do escritor Ricardo Formigo

Após o contacto que o escritor Ricardo Formigo estabeleceu comigo, onde falou sobre o seu primeiro livro "Reunião de Heróis" que é o primeiro volume da saga "Três Espadas Heroicas" (lançamento da Chiado Editora) vou procedeu à divulgação do mesmo e logo que o receba e possa darei a minha honesta e singela opinião.
Saga Três Espadas Heroicas
"Reunião de Heróis"-volume I
Escritor: Ricardo Formigo
Editora: Chiado Editora
Data de publicação: Janeiro de 2016
N.º páginas: 250 páginas
ISBN: 978-989-51-6659-6
Coleção: Mundo Fantástico
Género: Fantasia
Preço em Papel:13,00 euros
Preço em eBook: 3,00 euros

Antes de falar sobre a sinopse do livro quero dar os meus parabéns ao responsável gráfico, acho esta capa encantadora.

Sinopse:
"Estes são tempos difíceis para os habitantes de Morlômbia!

Depois de meio século de guerra, o Rei Travis morre em batalha e é sucedido pelo seu primo Fallow, um tirano que apenas se preocupa com o poder, devastando tudo e todos em busca do que quer.
Annabelle, irmã de Travis, fica em perigo de vida e escapa da cidade de Madrasis rumo ao imponente Elmo do Martelo, uma fortaleza escondida nas montanhas, para proteger os Morlombos dos invasores Ingols.

Com a chegada iminente da guerra civil, cada um dos lados esforça-se por reunir aliados e conquistar a sua lealdade. Mas quem serão os heróis dispostos a lutar por cada um dos pretendentes ao trono de Morlômbia?"retirado daqui

O escritor - Ricardo Formigo-:
"Ricardo Formigo nasceu a 11/04/1998 em Vila Franca de Xira. Desde sempre que gostou de boas histórias e de as ver escritas no papel. Começou a escrever Reunião de Heróis aos 12 anos e publicou o livro em Portugal aos 17. Inspirando-se em autores como J.K.Rowling, J.R.R.Tolkien e George R.R. Martin criou este livro. Atualmente, está a acabar o ensino secundário em Ciências e Tecnologias e a trabalhar em Espadas Cruzadas, o segundo livro da saga."retirado daqui
Mais uma vez a Chiado Editora aposta num jovem escritor português facto que continuo a afirmar é de louvar.

Quero agradecer ao Ricardo por ter contactado comigo para a divulgação do seu primeiro livro da sua primeira saga.

Apostem na leitura dos jovens escritores portugueses.
Boas leituras!

Opinião I "As Primeiras Luzes da Manhã" do escritor Fabio Volo

As Primeiras Luzes da Manhã
Escritor Fabio Volo
Editorial Presença
Edição ou reimpressão: 2013
Coleção: Grandes Narrativas
N.º de páginas:225
ISBN:978 972 23 4990 1
Sinopse:
"Elena vive uma vida sem paixão. Mas agora, ao aproximar-se dos quarenta, a rotina fastidiosa que tomou conta dos seus dias e do seu casamento é cada vez mais difícil de ignorar. Deseja ardentemente uma mudança, mas o medo de arriscar é proporcional a esse desejo, e Elena continua à espera que seja a vida a tomar a iniciativa... Até ao momento em que ganha coragem e aceita o convite do colega de trabalho que há algum tempo se insinua junto dela. Este envolvimento intenso e inesperado inicia-a num erotismo pleno e sem tabus que a liberta e finalmente lhe abre caminho para a tão desejada intimidade com o seu próprio mundo afetivo."retirado do site wook
O escritor Fabio Volo:
Escritor Fabio Volo





"Nasceu em 1972 na região da Lombardia (Itália). Trabalhou com DJ, ator e locutor, na rádio e na televisão. É autor de vários romances, que conheceram grande sucesso em Itália e foram traduzidos para diversas línguas. De entre eles destacamos O Dia que Faltava, bestseller no seu país de origem, e O Tempo Que já não Viverei, que só no primeiro mês após a publicação vendeu 600 mil exemplares em Itália. Ambos integram a coleção Grandes Narrativas. As Primeiras Luzes da Manhã entrou no Top Ten de vendas italiano logo na primeira semana em que chegou às livrarias."retirado da aba do livro

Minha opinião:
Simplesmente maravilhosa a escrita e o enredo deste livro de Fabio Volo. Adorei tudo neste livro, a forma como ele é escrito sobre o modo de um diário mas que vai intercalando com o presente da protagonista, achei essa ideia fantástica.
O livro conta-nos a história de uma mulher que pelo que me pareceu está na casa dos quarenta anos, Elena, casada desde muito cedo, mal terminou o seu curso, com Paolo. Elena é uma mulher conformada com o seu destino, uma vida que sempre planeou, sem filhos, com um marido socialmente muito bem aceite, o dito casal perfeito. Mas que dentro das quatro paredes da sua casa, vive uma vida sem altos nem baixos, uma vida de rotina que a cansa e a destrói aos poucos. Contudo, Elena nada sabe sobre o amor, sobre o prazer que pode desfrotar com um homem, sobre a sua própria sexualidade.
Após, troca de olhares intensivos, e de conhecer melhor um colega de trabalho, Elena deixa-se envolver em algo sexualmente delicioso para ela. Este seu envolvimento faz com que ela descubra a sua sexualidade, não só quando acompanhada como também sozinha. No entanto, nem tudo corre como Elena planeia e o inevitável acontece.
Esta mulher que se desconhecia, passa a ter uma vontade própria e com ela decide tomar decissões drásticas mas necessárias para que volte a ser feliz.
Este livro retrata a história de muitas Elenas que existem por este mundo fora, que em vez de lutarem pela felicidade plena e viverem o momento, simplesmente se acomodam a um casamento falhado, com um homem que já nem repara quando mudam de visual.
Simplesmente arrebatador, cheio de erotismo, de confissões de fantasias sexuais, mas acima de tudo uma lição de vida para muitas mulheres e até homens que não se conseguem libertar dos seus tabus nem das relações estáveis mas insatisfatórias.

Considero este livro uma lição de vida para a vida.

Aconselho vivamente esta leitura.
Classificação de 5***** no Goodreads.

Esta leitura foi realizada para a Maratona Literária - Summer with Creepy (1.ª semana) e também para o Desafio a volta ao Mundo em Livros do Goodreads em que o país escolhido foi Itália.
Boas leituras!

domingo, 24 de julho de 2016

Opinião I "O Pintor Debaixo do Lava-Loiças" do escritor Afonso Cruz

O Pintor Debaixo do Lava-Loiças

Afonso Cruz
Editora: Editorial Caminho
Coleção: Romance Adulto
N.º páginas: 176 páginas
Edição:08-2015
ISBN: 978 972 21 2615 1
Sinopse:
"A liberdade, muitas vezes, acaba por sobreviver graças a espaços tão apertados quanto o lava-loiças de um fotógrafo. Esta é a história, baseada num episódio real, de um pintor eslovaco que nasceu no final do século XIX, no império Austro-Húngaro, que emigrou para os EUA, que voltou para Bratislava e que, por causa do nazismo, teve de se esconder debaixo de um lava-loiças."retirado da contra-capa
Minha opinião:
Mais um excelente livro de Afonso Cruz, uma história enternecedora e arrebatadora. Simplesmente fantástico.
Já terminei esta leitura faz alguns dias, mas não sabia o que escrever na minha singela opinião. Ainda continuo sem saber, só me ocorrem aqueles adjectivos, já anteriormente mencionados.
Por isso, só vou referir que achei este livro lindo, com uma escrita à qual Afonso Cruz já me vem habituando.
Gostei das personagens principalmente do protagonista Jozef e adorei o seu pai, que é o mordomo, que entende as "coisas" tal e qual como elas são, é uma personagem simples e muito caricáta.

Aconselho a leitura deste livro que faz parte do Plano Nacional de Leitura para o Ensino Secundário.
Classificação de 5***** no Goodreads.
 Boas leituras!

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Divulgação do livro "Finais Felizes Acontece,,," do escritor Eduardo Martins da Chiado Editora

Finais Felizes Acontece...
Escritor:Eduardo Martins
Chiado Editora
Data de publicação:março 2016
N.º páginas: 236 páginas
Preço em papel:14,00 euros
Preço em eBook: 3,00 euros
ISBN: 978 989 516 480 6
Coleção: Compendium

Sinopse:
"Até que ponto estamos a tempo de alterar o nosso próprio destino?

Ricardo é um português milionário, emigrado em Los Angeles, mas desiludido com a vida. Após a morte trágica do seu amigo Peter, Ricardo volta a sonhar e a acreditar que ainda pode ser feliz.

Depois de refletir sobre o seu passado, decidido, vai à procura do amor da sua vida e inicia uma jornada alucinante, assombrada pelos crimes terríveis que cometera e pelos mistérios da sua família, na busca da redenção e do seu final feliz..."retirado da contracapa

O escritor - Eduardo Martins-:
"Eduardo Martins é um jovem de 26 anos, natural de Reguengos de Monsaraz, que vive em Lisboa. Possui um Mestrado em Gestão, na especialidade de Marketing, pela Universidade de Évora. Ao nível profissional é sócio fundador da empresa Rural Home Trip e Director de Marketing da Clínica Extensão Médica.

O livro "Finais felizes acontecem..." é o seu primeiro romance, surgido da sua imaginação, criatividade e adoração pelo cinema. O romance também é inspirado nas suas experiências e reflexões pessoais.

Conheçam melhor o autor e sigam a sua página no Facebook em: facebook.com/espm.martins e no Instragam em @esp_martins." retirado da aba do livro

Mais uma vez quero agradecer à Chiado Editora pelo envio deste livro, de mais uma aposta da editora em jovens escritores portugueses.
Vou ler em breve pois adorei a sinopse e adoro este género literário, espero que Eduardo Martins me surpreenda, tenho a certeza que sim.
Chiado Editora a editora sempre perto dos leitores que apostam nos jovens escritores portugueses.
Muito obrigada Chiado Editora.
Boas leituras;)

domingo, 17 de julho de 2016

Opinião I "Ainda tens Tempo" da escritora A. Bourdon

Este livro foi gentilmente enviado pela Chiado Editora, em troca de uma opinião sincera e honesta da minha parte. O que aliás tem sido o que sempre tenho realizado, para os mais cépticos, fica só a nota de que realmente eu gosto muito das escritoras portuguesas novas e dos seus livros, que a Chiado Editora faz e muito bem, em apostar e lançar para os diferentes mercados onde esta editora já distribui os seus livros.
Para ver a divulgação do livro clique aqui
Muito obrigada Chiado Editora, por continuar a dar-me o prazer de ler o que existe de bom no mercado dos escritores portugueses.




Título: "Ainda tens Tempo"
Escritora: A. Bourdon
Chiado Editora
Capa: Ana Coutinho
1.º edição: julho, 2015
N.º páginas: 152 páginas
Coleção:Viagens na Ficção
Género: Romance
ISBN:978 989 51 4494 5

Sinopse:
"O meu coração parou de bater quando me apercebi que ele se preparava para saltar do pontão. Em baixo, as ondas escuras do mar rebentavam com força; seele saltasse, seria uma morte certa. E ele parecia mesmo estar certo do que ia fazer. Não...não...! Não saltes! (...) Foi então que um sentimento de medo me percorreu o corpo. Se não chegasse a tempo, se ele saltasse antes que eu o pudesse alcançar, se..."retirado da contracapa

Minha opinião:
O que de início me pareceu ser uma leitura sem grande expectativas, tornou-se numa leitura brilhante. A. Bourdon conseguiu criar umas simples férias de verão, já tradicionais, entre cinco grandes e boas amigas, numa narrativa muito mas mesmo muito boa.
Cinco amigas: Emma, Oriana, Claire, Ingrit e Alice, amigas inseparáveis para o bem e para o mal.
A história é centrada na personagem Emma, que vinha de um namoro de dois anos que tinha terminado e não queria saber de relações amorosas nunca mais na sua vida.
Contudo, as coisas não se tornaram nada simples para ela, começando por conhecer Eduard que não a larga e diz estar perdidamente apaixonado por ela, mas ela não está nem aí para ele. 
Quem realmente vai atormentar o coração de Emma é o enigmático Florian. Ele vive num velho castelo que segundo a população está amaldiçoado. Mas que maldição será essa que atormenta tanto Florian ao ponto de se afastar de Emma para não a magoar com o seu amor?
Este livro prendeu-me até ao final, sem saber como seria o fim, devo referir que o fim surpreendeu-me bastante. Contava com tudo menos com aquele final.

Adorei o livro e recomendo para quem gosta do género, claro.

Classificação de 4**** no Goodreads, não dei as 5***** porque acho o final podia ter sido mais longo para eu ficar a saber mais coisas sobre, alguns aspectos que me pareceram suspensos.


Boas leituras!

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Divulgação do livro "Terras Sem Lei" da escritora Daniela Fogageira Monteiro da Chiado Editora

Desde já quero agradecer à escritora Daniela Monteiro pelo livro e à Chiado Editora que mais uma vez me enviou este livro para eu dar a minha singela e honesta opinião. Muito obrigada Chiado Editora.

Terra Sem Lei
Daniela Fogageira Monteiro
Chiado Editora
Data de lançamento: Novembro 2015
N.º páginas: 200
ISBN: 9789895161423
Coleção:Viagens na Ficção
Género: Ficção
Preço: 13,00 euros
Preço em eBook: 3,00 euros
Gentil oferta da Chiado Editora.
Sinopse:
"Esta obra medievalista e distópica decorre em Chacrasi, um reino que promete causar reflexão sobre as verdadeiras noções do bem, do mal e da justiça. Teresa, a Rainha, procura criar um reino sem crime e sem pecado. Na sua luta pela conquista de justiça plena será confrontada com dilemas éticos e morais, e por um grupo de condenados revolucionários que lutam pela conquista da liberdade perdida. Os destinos de todos os personagens demonstram-se entrelaçados, revelando-nos que o bem e o mal são duas faces da mesma moeda."retirado da contracapa do livro

A autora_Daniela Fogageira Monteiro_
"Daniela Fogageira Monteiro nasceu a 16 de Julho de 1993. Nascida em Matosinhos, viveu grande parte da sua vida em Leça da Palmeira, onde ainda hoje reside.Em 2014 conclui a licenciatura em Sociologia, a ciência que mais a apraz. As suas duas grandes paixões são a escrita e as viagens pelo mundo. Escreveu "As Terras Sem Lei" nas suas monótonas viagens de metro e é graças ao apoio da família, amigos e namorado que decide avançar com o seu grande sonho de ver a sua obra publicada."retirado da banda do livro
Muito obrigada Chiado Editora, pelo envio de mais um livro, que lerei com todo o gosto e prazer e darei a minha honesta e sincera opinião.

Excelentes leituras;)

domingo, 10 de julho de 2016

Carta de despedida que Kurt Cobain

 Para quem não sabe eu sou uma fã incondicional de Kurt Cobain. Sempre tentei perceber o que o levou ao suicídio, mas hoje numa das minhas pesquisas pela internet encontrei isto... que vou colocar aqui no blog, porque para mim responde a tudo o que sempre me questionei. 

Carta de despedida que Kurt Cobain escreve pouco antes de cometer o suicídio no dia 5 de abril de 1994:

Para  Boddah*
     
      Falo como um simplório homem com experiência que obviamente preferia ser uma criança castrada e reclamona. Este bilhete deve ser bastante fácil de entender. Todas as advertências das aulas de Introdução ao Punk Rock ao longo dos anos, desde minha apresentação à, digamos, ética envolvida na independência e o acolhimento de sua comunidade, se provaram verdadeiras. Eu não tenho sentido a excitação de ouvir, bem como criar música, juntamente com a leitura e a escrita, faz muitos anos. Eu me sinto culpado por essas coisas além do que posso expressar em palavras.

    Por exemplo, quando estamos atrás do palco e as luzes se apagam, e o ruído ensandecido da multidão começa, isso não me afeta do jeito que afetava Freddie Mercury, que parecia amar, se deliciar com o amor e adoração da multidão, que é algo que eu admiro e invejo totalmente. A verdade é que não consigo enganar vocês, nenhum de vocês. Simplesmente não é justo nem com vocês nem comigo. O pior crime que posso imaginar seria enganar as pessoas sendo falso e fingindo como se eu estivesse me divertindo 100%. Às vezes eu sinto como se eu tivesse que bater o cartão de ponto antes de subir ao palco. Eu tentei tudo ao meu alcance para gostar disso (e eu tento, por Deus, acreditem em mim, eu tento, mas não é o suficiente). Eu gosto do fato que eu e nós atingimos e dirvertimos um monte de gente. Devo ser um daqueles narcisistas que só dão valor as coisas quando elas se vão. Sou muito sensível. Preciso ficar um pouco dormente para ter de volta o entusiasmo que eu tinha quando criança.   
     

     Nas nossas últimas três turnês, eu tive um apreço muito maior por todas as pessoas que conheci pessoalmente e pelos fãs de nossa música, mas eu ainda não consigo superar a frustração, a culpa e a empatia que eu tenho por todos. Existem coisas boas dentro de todos nós. Eu acho que simplesmente amo demais as pessoas e isso me deixa muito triste. O pequeno, sensível, insatisfeito, pisciano, Jesus triste. "E por que você simplesmente não aproveita?" Eu não sei.


    Eu tenho uma deusa como esposa que transpira ambição e empatia e uma filha que me lembra demais como eu costumava ser, cheia de amor e alegria, beijando cada pessoa que ela encontra porque todos são bons e ninguém lhe fará mal nenhum. E isso me apavora ao ponto de eu mal conseguir funcionar. Eu não posso suportar a idéia de Frances se tornar um triste, autodestrutivo, e mortal roqueiro, como eu virei.

     Eu tive muito, muito mesmo, e eu sou grato por isso, mas desde os sete anos, passei a ter ódio de todos os humanos em geral. Apenas porque parece tão fácil para as pessoas que tem empatia se darem bem. Apenas porque eu amo e lamento demais pelas pessoas, eu acho.


   Obrigado do fundo do meu ardente e nauseado estômado por suas cartas e preocupação nestes últimos anos. Eu sou um bebê errático e triste! Eu não tenho mais a paixão, e por isso lembre-se, é melhor queimar de vez do que se apagar aos poucos.**
Paz, amor, empatia. 
Kurt Cobain
Frances e Courtney, eu estarei em seus altares. 
Por favor, siga em frente, Courtney, pela Frances. 
Pela vida dela, que será muito mais feliz sem mim. 

EU AMO VOCÊS, EU AMO VOCÊS!


*Boddah era o nome de um amigo imaginário que Kurt teve durante sua infância. 

**Referência a verso "It's better to burn out than to fade away" da música Hey Hey, My My (Into The Black) de Neil Young





A MINHA MÚSICA PERFERIDA DE KURT COBAIN É ESTA:

Nirvana - Come as you are-




Fica aqui a minha pequena homenagem a um homem fabuloso, que me deixou marcas através das suas letras e da sua voz fantástica.
Sempre que olho para o céu à noite sei que existe uma estrela que brilha muito e que é a de Cobain.

Homenagem merecida a KURT COBAIN.

Vale a pena refletir sobre isto...

Vale a pena pensar nisto, não é só uma rubrica aqui no blog, é antes de tudo um momento de paragens de reflexão. Eu gosto de parar para pensar. Pensar no que fiz, no que estou a fazer e no que penso puder um dia vir a fazer.
É fundamental para mim ter momentos de paragem, desta azafama que é a minha vida do dia a dia. Por vezes estamos tão concentrados em nós que nos esquecemos dos outros. No meu caso é o contrário, estou tão focada no meu trabalho, nos meus lindos alunos nos seus problemas pessoais que me esqueço de mim.
Chegou a hora de dizer NÃO eu preciso de mim para estar comigo, preciso de me sentir para puder ajudar melhor os que realmente necessitam de ajuda. Não levem isto como um ato de egoísmo, não é, acreditem que não é. É sim um alerta para todos, mas para mim em especial, se eu não estiver de bem comigo, como posso ajudar o outro? E será que esse outro precisa mesmo da minha ajuda ou estará somente a se aproveitar da minha fragilidade e boa vontade, que sempre tenho em ajudar tudo e todos, antes de me ajudar a mim mesma?

Sejam felizes pois só assim podem ter ao vosso lado pessoas que realmente vos querem bem. Acreditem nisto, eu demorei tempo...talvez tempo de mais mas AGORA ESTOU CURADA.

Beijinhos...se quiserem, pensem nisto!

sábado, 9 de julho de 2016

Opinião I "Porque é que as Estrelas brilham?" da escritora Marta Felismino

Minha opinião:
Após ter realizado a divulgação do livro comecei a desfolhar as suas páginas e fiquei encantada com as ilustrações encantadoras. Decidi não adiar a leitura. Sentei-me no meu puf e comecei a ler este livrinho maravilhoso.
Adorei a história, um conto maravilhosamente escrito pela escritora portuguesa Marta Felismino.
Fala-nos de um rapazinho, o João, que não tinha amigos. Mas um dia é chamado pelas Fadas das estrelas para resolver um grave problema.
Como todos os contos infantis, este também tem uma moral e que a meu ver está extraordinariamente conseguida, tanto através da escrita como através das belissimas ilustrações. A moral deste lindo e maravilhoso conto resume-se em algumas frases que o personagem João diz, que são as seguintes:

"A união faz a força! São nestas alturas de aflição que toda a ajuda é bem-vinda. Temos de aceitar ajuda, quando precisamos verdadeiramente dela!"pág.28

"Todos nós temos a nossa missão neste planeta. Todos nós somos aquilo que alguém quis que fossemos. Simplesmente, precisamos de respeitar todos os seres vivos deste planeta."pág.31

"Era tão verdade. Bastava olhar para ele próprio, Um miúdo diferente dos outros todos. Talvez por ser diferente dos outros, tivesse uma missão também diferente dos outros." pág.31

Uma leitura deliciosa, aconselhável para todas as idades dos 8 aos 100 anos.

Adorei o livro e recomedo vivamente a sua leitura, para os país e para estes lerem aos seus filhotes.

Classificação de 4**** no Goodreads.

Excelentes leituras!

Divulgação do livro "Porque é que as Estrelas brilham?" da escritora Marta Felismino da Chiado Editores

Quero começar por agradecer à Chiado Editores o envio deste livro, para eu dar a minha singela e honesta opinião. Muito obrigada Chiado Editores (clique aqui).


Porque é que as Estrelas brilham?
Autora: Marta Felismino
Ilustrações: Beu Beu Costa
Coposição gráfica e capa: Joana Geraldes
Data de Publicação: Fevereiro de 2016
N.º páginas: 68
ISBN:978 989 516 584 1
Coleção: Literatura Juvenil
Género: Conto Infantil
Preço em papel:10,00 euros
Preço em Ebook: 3,00 euros
Sinopse:
"João era um miúdo sem amigos e ridicularizado por ser diferente dos outros.
No entanto, a sua sorte muda quando o Reino das Fadas das Estrelas lhe pede ajuda para salvar a alegria do céu escuro da noite...
Sabes o que dá alegria ao céu escuro da noite?" retirado da contracapa

A Escritora - Marta Felismino -

Quero mais uma vez agradecer do fundo do meu coração mais esta oferta de Chiado Editora que foi a primeira editora a estabelecer parceria com o blogue.

Exelentes leituras;)

Divulgação do livro "Pena Máxima" do escritor Álvaro Cordeiro da Editora Livros de Ontem

Quero começar por agradecer à Editora Livros de Ontem (clique aqui) pelo envio de mais um livro, que terei todo o prazer em ler e postar a minha sincera e honesta opinião, como sempre tenho feito. Muito obrigada ...

Pena Máxima
Álvaro Cordeiro
1.º Edição: Abril de 2016
Categoria: Romance
Autor do livro "Nós, Vida"
Editora Livros de Ontem
Preço em promoção:14,40 euros
Nº páginas:180 páginas
Fotografia de Paulo Martins
Modelo fotográfica: Inês Figueiredo
Projecto gráfico de Nádia Amante
ISBN: 978 989 876 252 2

"Depois de "Nós, Vida", Álvaro Cordeiro volta a surpreender com uma novela que vai querer ler de um só fôlego. Fascinante, brilhante e profundo."

Sinopse:
"Uma sala fechada. A espera. Um espaço limitado e um tempo contado.
Três pessoas: um homem, outro homem e uma mulher (muito nova) que se interpõe.
Uma sala fechada. Um espaço limitado e um tempo contado. Prisão.
Uma suposta parede espelhada disfarça um vidro escurecido, atrás do qual se observa, diante do qual se é observado.
Uma sala fechada. Prisão. Uma teia de olhares.
Quem somos, no ato de observar? Quem somos, na posição de sermos observados? Quem julga? Quem é julgado?
Uma sala fechada. Uma teia de olhares. De denúncias.
Quem dita a sentença? Com que pena se escreve apena sentida por não sofrer uma pena maior? Por desejá-la?...
Uma sala fechada. De denúncias. A consciência.

Observar. Ser observado. Qual é a pena máxima?" retirado da contracapa

O escritor - Álvaro Cordeiro-:

"Nasceu em Lisboa, em 1964. É licenciado em História e professor do Ensino Básico e Secundário.
Dedica-se ao teatro amador, desenvolvendo, desde 1977, uma atividade regular na escrita, representação e encenação.
Paralelamente, cultiva o gosto pela ficção narrativa, sendo "Nós, Vida" o seu primeiro romance publicado pela Livros de Ontem no ano de 2013.
Álvaro Cordeiro é o seu pseudónimo ou, como prefere dizer, "o nome da sua personalidade literária"."retirado da banda do livro


A EDITORA LIVROS DE ONTEM
Livros novos de novos autores. 
Livros únicos e coleccionáveis.
Somos apaixonados pela literatura e gostamos de descobrir os talentos escondidos. Através do crowdpublishing chamamos o leitor a participar nas nossas edições assinadas, numeradas e limitadas.



Livros de Ontem é uma editora diferente, feita por apaixonados pelos livros, pela literatura e com um propósito muito interessante dar a conhecer novos escritores.

Mais uma vez muito obrigada pelo envio deste novo romance de Álvaro Cordeiro que será lido ainda este mês de julho.
Excelente leitura;)