quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Opinião - "Esta noite não aconteceu" da escritora Sónia Alcaso

Sinopse:
"Que poderá acontecer a quem anseia desesperadamente ser rico e famoso e se dispõe a vender a alma para o conseguir? Ao início de uma noite de temporal, Rosário Toledo, uma famosa autora de romances, encontra-se num bar de hotel com um jornalista perverso e calculista, disposto a acertar contas com o seu passado. Na outra ponta da cidade, um assassino chamado Vicente Pedras poupa inesperadamente a vida a um polícia atormentado, criando-se entre ambos uma estranha empatia que os levará a eleger essa noite como a de todas as vinganças - vinganças que incluem, entre outras, o castigo exemplar de uma mulher que abandonou o mercenário há muitos anos.
"Esta noite não aconteceu" é uma viagem ao interior sombrio de quatro personagens ao longo de doze horas, durante as quais assistiremos a uma espiral alucinante de encontros e desencontros, recordações e mentiras, abusos, recriminações, violência e sexo desenfreado; mas, à medida que a noite dá lugar à manhã, as máscaras cairão, uma por uma, mostrando que, afinal, nada é o que parece. Um romance empolgante e carregado de acção que nos surpreende da primeira à última página."Retirado da Contracapa do livro

Opinião:
Confesso com vergonha que tenho este livro na estante desde que foi lançado, maio de 2012...que coisa horrorosa. Mas é o que dá comprar demasiados livros, com uma estante com mais de 1500 livros por ler, acabei por colocar livros como este de parte e ler só os que iam saindo e mesmo assim nem todos. (considerem isto como um desabafo)
Este livro fala sobre quatro pessoas, uma escritora de romances cor de rosa, que tem muita fama, a Rosário Toledo e um jornalista Bernardo que conseguiu uma entrevista de vinte minutos com a ocupada Rosário.
Após a entrevista, Rosário dirige-se para casa, entra numa espiral dado que não percebe o porquê de os seus romances terem sucesso e agora tem vontade de escrever um livro que fale sobre a sua própria vida. Mas a noite ainda está no início, quando Rosário está a dormir a campainha toca com uma persistência que mostra que quem quer que esteja do outro lado da porta não vai desistir. Qual o espanto de Rosário quando se apercebe que, quem toca na campainha da sua casa é o jovem jornalista, Bernardo.
No outro extremo da cidade temos uma personagem peculiar, Vicente Pedras, contratado para matar um polícia que vive atormentado com um abandono. Quando Vicente recebe um telefonema para avançar com o homicídio, o assassino dirige-se à casa do polícia. No entanto, não contava encontrar este com uma corda no pescoço, para se suicidar. Vicente salva o polícia, estranho no mínimo dado que ele foi contratado para o matar. Entre Vicente e o polícia vai-se criar uma empatia e até uma amizade.
Este foi o primeiro livro que li de Sónia Alcaso. Gostei da forma como os acontecimentos se vão desenrolando. A escrita da Sónia prendeu-me à leitura mas apesar de o livro ser pequeno, acho que tem partes que cortaram a minha motivação, pormenores que chego à conclusão não serem necessários.O que me fascinou neste livro é que todos os acontecimentos ocorrem em doze horas. Doze horas que vão mudar o destino destas quatro pessoas para toda a sua vida.
Gostei da forma como as quatro personagens se interlaçam ao longo do livro. Confesso que ao longo da leitura houve alturas em que suspeitei que o final fosse esse mas depois de tantas coisas terem acontecido achei que não podia ser esse. Desta forma a escritora conseguiu surpreender-me, pela reviravolta que acontece no final.
Mas infelizmente foi um livro que apesar de ter gostado, não foi não me prendeu durante todas as páginas, como já mencionei anteriormente. Sendo um livro que só tem 176 páginas, seria de esperar que o lesse num dia, contudo houve alturas que me obriguei a ler.

Classificação de 3*** no Goodreads.

Excelentes leituras!

Sem comentários:

Enviar um comentário